Suspeitos de tramar morte de mulher baleada na frente da filha, de 11 anos, são detidos pela DIG

A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Franca (SP) prendeu o veterinário Luciano Berteli de Figueiredo, de 42 anos, acusado de mandar matar a ex-mulher e servidora pública federal, Janaína de Oliveira Carrijo, de 48 anos.

Suspeitos tiveram suas prisões temporárias decretadas e foram ouvidos na DISE

O crime aconteceu no dia 15 de abril, na rodovia Ronan Rocha, quando a mulher seguia em um veículo com a filha de 11 anos e acabou sendo atingida por disparos de arma de fogo e um deles acabou acertando a sua cabeça de Janaína.

Na delegacia, negou o fato e ficou em silêncio. Luciano teve a prisão temporária decretada e deve prestar depoimento nos próximos dias.

De acordo o apurado nas investigações, tudo indica que ele teria planejado matar Janaína e pode ser acusado também por tentativa de homicídio contra a própria filha que estava no veículo, quando a mãe foi baleada.

Além do veterinário, pelo menos outras duas pessoas teriam participação no crime. Outro homem, que segundo as investigações, seria quem atirou em Janaína e a comparsa Regiane de Fátima Ferreira, de 38 anos, que seria a pessoa que intermediu o plano, ela disse informalmente ao delegado que teria recebido R$ 20 mil para que a servidora fosse morta.

As investigações continuam, pois há suspeita de outros envolvidos na morte de Janaína.

O crime

No final da noite do dia 15 de abril, na rodovia Ronan Rocha, em Patrocínio Paulista (SP), Janaína de Oliveira Carrijo, de 48 anos, foi morta com um tiro, enquanto seguia com a filha em um carro.

Janaína (destaque) foi baleada na cabeça e não resistiu.

Na ocasião, outro veículo de cor preta se aproximou e uma pessoa efetuou o disparo que acertou a cabeça da vítima. A filha, de 11 anos presenciou toda a cena até a chegada do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que no local constatou a morte da servidora pública.

Ferida, Janaína perdeu o controle da direção do veículo que saiu da pista e só parou em uma mureta no acostamento.

Janaína era escrevente no Fórum de Franca (SP), onde morava.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *