Preço médio do gás de cozinha chega a custar R$ 79,64 e deve aumentar

O gás de cozinha está mais caro nas refinarias do país desde o último dia 2 de março. Os preços do gás liquefeito de petróleo, o GLP, foram reajustados em 5,2%.

De acordo com a Petrobras, na média nacional, o gás agora é vendido nas refinarias a R$ 3,05 o quilo, o equivalente a R$ 36,69 pelo botijão de 13 kg.

Aumento de R$ 1,90 em relação ao preço de estava sendo praticado. Segundo a Petrobras, a desvalorização do real frente ao dólar e as elevações nas cotações internacionais do GLP justificam o reajuste atual.

Na nota que informa o reajuste, a estatal ressalta também que os valores praticados nas refinarias são diferentes dos percebidos pelo consumidor final já que são acrescidos tributos federais e estaduais, além dos custos e margens das companhias distribuidoras e  revendedoras.

Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em fevereiro, o consumidor brasileiro pagou, em média, R$ 79,64 pelo preço do botijão de 13 quilos de gás de cozinha.

O monitoramento feito pela agência apontou que, no segundo mês do ano, o preço mínimo cobrado foi de R$ 58 e o maior valor registrado foi de R$ 110.

Para comparação, em dezembro do ano passado, o preço médio apurado pela ANP foi de 74 reais e 75 centavos e, em janeiro, o botijão de gás custava, em média, no país, 76,86

Vale ressaltar que, além do gás de cozinha, também estão mais caros nas refinarias, a partir desta terça-feira, a gasolina, que teve reajuste de 4,8% no preço médio e o diesel, que está 5% mais caro para as distribuidoras.

Fonte: Agência Rádio 2

Foto de capa: Marcello Casal/Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *