Participação das mulheres no mercado de trabalho cresceu 81% em quase duas décadas em Franca

Levantamento do IE-ACIF ainda mostra que o número de contratadas com curso superior triplicou no mesmo período

No mês de reflexões propostas pelo Dia Internacional das Mulheres, 8 de março, o IE-ACIF (Instituto de Economia da Associação do Comércio e Indústria de Franca) realizou um levantamento junto a Rais (Relação Anual de Informações Sociais), do Ministério da Economia, e traçou o cenário da mulher no mercado de trabalho e no segmento empresarial, na cidade de Franca.

De acordo com os resultados, a participação das mulheres no mercado formal cresceu 81% entre 2002, início da série histórica da Rais, e 2020, últimos dados disponibilizados. Inicialmente, as mulheres representavam 38% da força de trabalho da cidade, chegando a 48%, atualmente, como mostra a tabela a seguir.

              Tabela 1 – Quantidade de Trabalhadores por Sexo em Franca (SP)

Ano Homens Mulheres
2002 34.172 21.247
2020 42.022 38.456

 Fonte: RAIS, 2021

No mesmo período, o número de mulheres empregadas com curso superior triplicou, saltando de 2.952 para 9.008, em um crescimento de 205%.  Microdados da Rais de 2021 ainda mostram que os setores de Ciência e Arte foram os que mais empregaram mulheres de nível superior, em Franca, superando mais de 1 mil postos de trabalho.

Tabela 2 – Quantidade de Trabalhadores por Escolaridade em Franca (SP)

Ano Homens Mulheres
2002 2.131 2.952
2020 5.137 9.008

Fonte: RAIS, 2021

Na área de empreendedorismo, atualmente, na cidade de Franca, existem 29.390 empresas, tendo sido 13.701 delas abertas por mulheres.

“Vemos que a mulher se capacitou ao longo dos anos e, hoje, já representa 48% da força de trabalho local e 46,6% dos empreendimentos abertos na cidade de Franca. Temos uma presença maior de mulheres nos setores de moda/vestuário e beleza, mas, conforme observamos no perfil de estudo delas, enxergamos um grande potencial dessas mulheres para empreenderem em setores inovadores, como tecnologia e ciências”, afirma a 2ª vice-presidente da ACIF, Lívia Gomes.

Os principais setores em que essas mulheres empreendem são:

Setor Quantidade de Mulheres Empreendedores
Comércio Varejista de Artigos de Vestuário e Acessórios 1.991
Cabeleireiros 1.548
Outras Atividades de Tratamento de Beleza 747
Serviços Domésticos 632
Promoção de Vendas 565

Fonte: Ministério da Economia, 2022

Suporte ao Empreendedorismo Feminino

A ACIF é uma entidade que apoia o empreendedorismo feminino, tendo como principal ferramenta o CME-ACIF (Conselho da Mulher Empreendedora): uma organização ligada ao Programa Empreender que foi criada em 13 de junho de 1995, se estabelecendo em 98 associações comerciais do Estado de São Paulo.

Em Franca, se instaurou em abril de 2005 e, desde então, tem fomentado o empreendedorismo feminino por meio de qualificação, debates e participação das empresárias locais em palestras, feiras e eventos no Brasil e fora dele. Em 2010, o CME-ACIF atuou como porta voz das pequenas empresárias dentro da ONU Mulheres, em Nova York.

Anualmente, o CME-ACIF promove o Fórum da Mulher Empreendedora, que tem a proposta de discutir temas atuais, gerar conhecimento e promover networking. A madrinha do CME-ACIF é a empresária Luiza Helena Trajano, presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza.

Mais informações pelo 3711-1715.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *