Palmeiras enfrenta o Al Ahly pela semifinal do Mundial de Clubes

O técnico palmeirense, Abel Ferreira durante coletiva um dia antes da estreia no Mundial de Clubes da FIFA (Foto: Fabio Menoti)

A um dia da estreia do Palmeiras na Copa do Mundo de Clubes da FIFA 2021, o técnico Abel Ferreira falou com os jornalistas, nesta segunda-feira (07), em evento realizado pela FIFA, organizadora do torneio internacional. O treinador português projetou o encontro com o Al Ahly-EGI na terça (8), às 13h30, no Estádio Al Nahyan, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos – o time do Egito eliminou o Monterrey, do México.

“O futebol é mágico por isso mesmo, não é uma ciência exata, não é 2 + 2 = 4. Não é assim. O futebol tem a ver com vontade e organização, e o que vimos foi uma equipe muito bem organizada, que sabe muito bem o que faz em campo e compete para ganhar. Nós estamos alertas porque percebemos a organização desta equipe, mas temos uma experiência de um ano e meio juntos, temos jogos e decisões importantes que vivemos juntos. Isso dá experiência e conhecimento”, disse. “Temos de ser pacientes, seguros e, na hora certa, aparecer no lugar certo e fazer o que treinamos. Temos de ter tranquilidade, sermos sólidos, eficazes e muito focados nas tarefas individuais e coletivas. Se fizermos isso, estaremos mais próximos de vencer o jogo”, completou o comandante, que reconhece a qualidade do rival.

“Temos de respeitar muito o Al Ahly. Vi uma equipe supercompetitiva, muito sabedora do que tinha de fazer dentro de campo. E ganhou do Monterrey, que ficou em primeiro em seu campeonato. No ano passado, tivemos a oportunidade de enfrentar o Tigres (do México), e significa que o Monterrey foi melhor do que o Tigres, isso mostra a dificuldade que enfrentaremos amanhã (terça-feira). Sempre digo que nós controlamos aquilo que temos de fazer e muitas vezes o maior adversário que temos está dentro de nós. Temos de impor o nosso jogo e saber que será um jogo muito importante, assim como todos foram até chegarmos aqui”, falou.

Abel, no entanto, mostrou muita confiança no elenco palestrino para o confronto. “Como podemos ver, a equipe (do Al Ahly) tem as suas intenções muito bem claras. Ela joga com a características dos jogadores que tem. Aproveitaremos todos os momentos. Quando tivermos com ataque posicional, temos de preparar a defesa. Quando tivermos bola parada, iremos fazer o que treinamos e por em prática todos os posicionamentos. E esperar que os nossos jogadores estejam calmos, tranquilos, inspirados e que talvez algum deles resolva com a qualidade individual”, declarou. “Eu não controlo resultado, não sei se entraremos no jogo e marcaremos primeiro. O que sei é que os jogadores sabem o que precisam fazer em campo. Isso que me dá confiança e segurança”, finalizou o comandante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *