Número de alcoólatras diminui, mas consumo ainda provoca muitas mortes

O consumo excessivo de álcool caiu 2,5% nas últimas duas décadas, mas ainda provoca 2,5 milhões de mortes a cada ano. No mundo todo, mais de 40% dos jovens ingeriram bebidas alcoólicas antes dos 15 anos de idade.

Embora o alcoolismo tenha diminuído, o álcool passou da oitava para a quinta causa de morte e invalidez, nos últimos em 30 anos. Os dados são de levantamento da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, a OCDE, referente a 40 países.

Algumas das nações onde mais se bebe são Estônia, Áustria, França, Irlanda e República Tcheca. Ao mesmo tempo, Indonésia, Turquia, Índia, Israel e México são os países onde menos se ingere álcool.

O levantamento aponta que o aumento no preço e as restrições na venda de bebidas ajudaram a reduzir o número de alcoólatras no mundo, nos últimos 20 anos.

Reportagem: Sig Eikmeier/Agência Rádio 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *