MP do Rio denuncia Jairinho e Monique por morte do menino Henry

O Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou à Justiça o vereador Jairinho, agora sem partido, e a namorada Monique Medeiros pela morte do menino Henry Borel, que era filho de Monique.

Jairinho e Monique ao lado do menino Henry Borel (Reprodução/redes sociais)

O menino, que morreu na madrugada de 8 de março, foi, no entendimento do MP, assassinado pelo casal. Jairinho e Monique foram denunciados por tortura qualificada e homicídio triplamente qualificado contra a criança, além de coação e fraude processual.

Além da oferecer as denúncias, o MP solicitou à Justiça a conversão da prisão temporária do casal para prisão preventiva A medida, segundo a promotoria, é necessária para “assegurar os interesses sociais de segurança”.

Henry Borel tinha 4 anos e morava em um condomínio na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro com a mãe e o padrasto. Morreu, segundo laudo do Instituto Médico Legal, por hemorragia interna causada pelo rompimento do fígado.

Autópsia do IML também constatou muitas lesões espalhadas pelo corpo do garoto. Infiltrações hemorrágicas nas partes frontal, lateral e posterior da cabeça, contusões no rim e no pulmão.

À polícia, Jairinho e Monique afirmaram acreditar que ele tenha caído da cama e batido a cabeça, mas a necrópsia do corpo e as investigações policiais apontam para assassinato.

Fonte: Agência Rádio 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *