Mais de 20 pessoas se trancam em academia que tentou quebrar lockdown e local é interditado em Franca; assista

Uma academia foi alvo de fiscalização da “Patrulha Covid”, nesta quarta-feira (2), em Franca (SP). Por volta das 17h, fiscais da Vigilância Sanitária receberam denúncias e foram ao estabelecimento localizado na avenida Champagnat e depararam com vários veículos estacionados e duas pessoas saindo do local.

Academia foi interditada pela Vigilância Sanitária em Franca (Foto: Guarda Civil Municipal/Divulgação)

De acordo com a chefe da Vigilância, Mariela Toscano, no momento em que a fiscalização chegava, a academia foi fechada pelos responsáveis que ficaram no local, juntamente com clientes. Panos pretos foram colocados na entrada para tentar driblar as denúncias.

“Via Covizap, recebemos a denúncia de funcionamento da academia, então nossa equipe com apoio da Guarda Civil e Polícia Militar, chegou ao local e flagraram a saída de dois munícipes. Em seguida, quando eles (fiscais) tentaram entrar, eles fecharam e trancaram a porta. Então, conseguimos perceber a presença de duas pessoas ali, dois funcionários que trancaram e vimos também circulando outras duas pessoas”, explicou Mariela que no momento da reportagem, não sabia ao certo quantas pessoas estavam no estabelecimento.

Mesmo após quase duas horas na porta da academia, Maristela ressaltou: “Não vamos embora enquanto eles não saírem, porque a gente precisa realmente autuar o proprietário do estabelecimento e vamos também qualificar quem estiver ali dentro, porque é um crime contra a saúde pública.

A chefe da Vigilância durante entrevista ao Palavra Franca, destacou que pelo menos nove veículos estavam estacionados em frente, o que levou a crer que clientes estavam frequentando a academia.

Ouça abaixo os detalhes.

Por volta das 21h, os proprietários e clientes começaram a deixar o estabelecimento. Mais de 20 pessoas deixaram o local.

Empresa de cartões

Ainda nesta quarta-feira, outra ação de fiscalização foi registrada na rua Marechal Caxias, próximo ao terminal de ônibus “Ayrton Senna”. Dezenas de pessoas estavam na empresa Cartão de Todos e foram retiradas e o local que foi interditado.

Veja abaixo:

As denúncias podem ser feitas à Vigilância.

Reportagem: Thiago Garcia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *