Mais de 12 mil crianças brasileiras de até seis anos ficaram órfãs de pai ou mãe por causa da Covid

A pandemia de coronavírus deixou mais de 12 mil órfãos de até seis anos de idade no nosso país.

Dados divulgados pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas mostram que 12 mil, 211 crianças perderam pai ou mãe para a Covid-19 entre 16 de março de 2020 e 24 de setembro deste ano.

Os dados foram levantados pela Associação,  com base no cruzamento entre os CPFs dos pais nos registros de nascimentos e de óbitos feitos nos mais de 7 mil e 600 cartórios de registro civil do país desde 2015 – ano em que o CPF passou a ser emitido nas certidões de nascimento das crianças recém-nascidas em todo Brasil.

Algumas outras tristes informações extraídas dos registros podem ser destacadas.

Como o fato de 223 pais terem morrido antes do nascimento de seus filhos e de que 64 crianças da faixa etária analisada perderam pai e mãe para a Covid-19.

Os dados mostram também que uma em cada 4 crianças de até seis anos que ficaram órfãos de um dos pais na pandemia não tinham completado um ano.

São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Ceará e Paraná foram os estados que mais registraram óbitos de homens e mulheres com filhos na faixa etária analisada.

Reportagem: Milena Abreu – Agência Rádio 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *