Israel impõem novas medidas sanitárias com aumento de contaminações

A chegada da variante Delta da Covid-19 a Israel impôs novas medidas restritivas no país. Apesar de ser uma das nações que mais vacinaram no mundo, a nova cepa do coronavírus preocupou autoridades de saúde.

Nesta semana, o novo primeiro-ministro, Naftalli Bennett, pediu que a população não viaje para outros países, senão em casos vitais. Israel não teve nenhuma morte entre 14 e 21 de junho, mas o número diário de infectados voltou a subir.

Desde a última segunda-feira, são mais de 100 novos casos a cada dia e a soma mensal chega a 680 casos, bem acima da média de 200 em maio.

O suficiente para voltar a obrigatoriedade do uso da máscara em locais fechados, medida que havia sido suspensa no último dia 15.

Autoridades suspeitam que a contaminação avança em escolas, já que crianças menores de 12 anos não foram vacinadas.

E adolescentes entre 12 e 15 anos só receberam a primeira dose da imunização.

Fonte: Agência Rádio 2/Bernadete Druzian

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *