Governo de SP pode suspender hoje aulas presenciais e decretar lockdown em todo o estado

Com mais de 60 mil mortes e 2 milhões de casos confirmados durante toda a pandemia, o governo do Estado de São Paulo avalia endurecer as medidas restritivas para combater o avanço da Covid-19, em todo o estado. Nesta quarta-feira (3), o governador João Doria deve fazer o anúncio com possíveis mudanças nas ações, entre elas a criação de uma nova etapa na fase do Plano São Paulo, rebaixar todas as regiões à fase vermelha e até a suspensão das aulas presenciais.

Em uma videoconferência realizada, ontem (2), com mais de 600 prefeitos, Doria disse que “o momento é de união e mobilização diante de uma circunstância gravíssima como essa. As duas piores semanas desde o início da pandemia estão por vir, nós temos que estar preparados. Não podemos estar ausentes, indiferentes, tratarmos isso com frieza ou debaixo de pressões que não sejam exclusivamente pela proteção à vida”.

De acordo com os últimos dados divulgados pela Secretaria de Saúde de São Paulo, as taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 75,5% na Grande São Paulo e 74,3% no Estado. O número de pacientes internados é de 16.635, sendo 9.225 em enfermaria e 7.410 em unidades de terapia intensiva. “Se não aplicarmos medidas mais restritivas, teremos 11 dias até um colapso em nosso sistema de atendimento hospitalar”, disse o Secretário da Saúde, Jean Gorintcheyn .

A coletiva do governo paulista acontece a partir das 12h45, no Palácio dos Bandeirantes.

Pandemia no Estado

Atualmente, entre o total de casos diagnosticados de Covid-19, 1,8 milhão de pessoas estão recuperadas, sendo que 203,7 mil foram internadas e tiveram alta hospitalar. Hoje, os 645 municípios têm pelo menos uma pessoa infectada, sendo 628 com um ou mais óbitos.

Confira a relação de casos e óbitos confirmados por cidade, junto com o perfil.  pode ser consultada também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *