Com máscara pendurada na orelha, profissional de saúde dá mal exemplo no PS de Franca

Em Franca, no interior de São Paulo, um vídeo compartilhado em grupos de um aplicativo de mensagens, viralizou. Seria cômico se não fosse trágico, uma pessoa aparece atendendo uma mulher e com a máscara de proteção facial pendurada na orelha, dentro do pronto-socorro Álvaro Azzuz. Veja abaixo:

Durante o compartilhamento do vídeo, mensagens de uma suposta servidora pública atuante no próprio PS, também relatam outras irregularidades no local. “Estamos vendo pacientes morrerem. Os médicos estão nos limites e ninguém pode reclamar se não a Giane persegue. Esse prefeito junto aos seus chefes estão matando a todos”, diz uma das mensagens.

Em outra mensagem, a servidora explica que a mulher citada acima, trata-se da diretora do pronto-socorro e faz nova acusação. “A chefe do pronto socorro Giane Stefani sabe de tudo e trabalha com coação para todos os funcionários que questionam”.

Procurada pela reportagem, a assessoria de comunicação da Prefeitura informou em nota “que todos os funcionários foram orientados a cumprir, rigorosamente, os protocolos sanitários de prevenção e segurança da Covid-19, inclusive disponibilizando EPIs (Equipamentos de Proteção Individual)” e “comunica que abrirá processo administrativo para apurar a conduta do profissional”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *