Câmara aprova urgência para proposta que privatiza os Correios

A Câmara dos Deputados aprovou na terça-feira (20), a tramitação de urgência para a proposta que privatiza os Correios. Na prática, o pedido de urgência acelera a tramitação do projeto de lei que privatiza a empresa, que agora pode ser votado diretamente pelo plenário. Nesse caso, ficam dispensadas as audiências públicas e os debates nas Comissões.

A oposição até tentou obstruir, ou seja, impedir a votação, mas não conseguiu maioria. Para o líder do PDT na Câmara, deputado Wolney Queiroz, a urgência atropela o debate sobre a privatização na casa. O parlamentar acrescentou que o momento não é oportuno já que estamos em plena pandemia

O presidente da Câmara, Arthur Lira, que presidiu a sessão que aprovou a urgência para a privatização dos Correios, anunciou o deputado Gil Cutrim, do Republicanos, como relator do projeto e  rebateu as críticas dos colegas  afirmando que colocou a urgência em pauta atendendo pedido da maioria do Colégio de Líderes.

O governo federal publicou, na última quarta-feira, o decreto que incluiu os Correios no Programa Nacional de Desestatização. No fim de fevereiro, o governo já havia enviado à Câmara um projeto de lei com o mesmo objetivo.

Fonte: Rádio Agência Nacional/EBC/Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *