Alexandre assina decreto que aumenta para R$ 5 a passagem de ônibus em Franca

O ano mal começou e os francanos que foram surpreendidos com o aumento de 11% no IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) de 2022, ganharam um novo presente indigesto da gestão do prefeito Alexandre Ferreira. Foi publicado e assinado no Diário Oficial do Município, deste sábado (8), o Decreto nº 11.391 de 7 de janeiro de 2022, que aumenta para R$ 5,00 o valor da tarifa de ônibus no município.

O reajuste passa a valer a partir do dia 17 de janeiro (segunda-feira). Atualmente a passagem custa R$ 4,30 e as gratuidades permanecem inalteradas.

A informação foi confirmada pela própria assessoria de imprensa da Prefeitura de Franca, que destacou a reunião online do prefeito com membros do Conselho Municipal de Trânsito e Transportes, realizada ontem (7)

Na ocasião, várias propostas foram colocadas e descartadas, até o valor final de R$ 5,00 ser aceito pelo chefe do Executivo. Durante o encontro foi colocada a possibilidade da tarifa ser reajustada para R$ 7,25, com base em um estudo do Conselho de Transporte encaminhado no ano passado à Prefeitura e à Câmara Municipal, conforme o índice oficial da Agência Nacional de Transporte Público (ANTP), alterando o valor atual de R$ 4,30.

Após o levantamento, o colegiado propôs alternativas sobre o desequilíbrio econômico-financeiro, ocasionado pelos reajustes dos insumos, combustível, redução na quantidade de passageiros e pandemia da Covid-19.

O último reajuste da tarifa foi parcial e ocorreu em 2019. Cerca 45% dos passageiros transportados possuem algum tipo de isenção ou redução no valor da passagem.

Os conselheiros ainda discutiram, com o prefeito, formas de compensação tarifária, como a possibilidade do pagamento de subsídio, por parte do Poder Público, e a reposição da inflação do período, o que elevaria a tarifa para cerca de R$ 5,40.

O prefeito Alexandre Ferreira não concordou com as propostas sugeridas e explicou, aos participantes, os entraves jurídicos que impedem que a Prefeitura invista em subsídio para o complemento da tarifa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *